Paratleta uberlandense de halterofilismo conquista recorde mundial

Após quatro dias em Eger, na Hungria, os representantes brasileiros contabilizam vitórias na Copa do Mundo de Parahalterofilismo. Os três paratletas da Futel/CDDU desembarcam em Uberlândia ainda nesta terça-feira (9), trazendo na bagagem uma medalha de ouro, um recorde mundial júnior e muita experiência. A competição teve a participação de 168 atletas de 32 países. O Brasil ficou com o 1º lugar no quadro de medalhas júnior e o 2º lugar no adulto, atrás apenas do Egito.

O uberlandense Mateus Assis foi um dos grandes nomes da competição. Na categoria até 97 kg, ergueu 180 kg em sua segunda tentativa e conquistou o 5º lugar na divisão adulto, a medalha de ouro e o recorde mundial na divisão júnior. Mateus já possui índice para o Mundial, que acontecerá em outubro, no México. “A competição foi excelente e estou muito feliz com o resultado obtido. Sem dúvida serve como motivação para chegar mais  forte no Mundial”, conta.

A atleta Amanda de Sousa ficou em quarto lugar na categoria até 73 kg, mas não teve os 87 kg validados, marca necessária para garantir vaga para o Mundial. Já Luciano Dantas conquistou o quinto lugar, levantando 141 kg, e continua em busca de índice. O treinador Wéverton Santos, da Futel, e o fisioterapeuta Vander Fagundes acompanharam os paratletas durante a competição.

Os três parahalterofilistas voltam aos treinos nesta sexta-feira (12), às 13h, na academia da Arena Sabiazinho.

Tênis em cadeira de rodas

A equipe brasileira de tênis em cadeira de rodas, categoria júnior conquistou a medalha de bronze ao bater o Canadá por 2 a 1 no último domingo (7). Fábio Neto, paratleta Futel/Aparu, e Juscelino Torquato derrotaram a dupla canadense por 7/5 e 6/4, garantindo o terceiro lugar no pódio. O melhor resultado do Brasil em mundiais havia sido o nono lugar na Turquia, em 2010.

SECOM