Projeto de base focado no alto rendimento para atletas locais é apresentado ao Uberaba Sport Club

Promover o alto rendimento e dar oportunidades aos jogadores da cidade. Após o término do Módulo 2 do Campeonato Mineiro, o Uberaba Sport será o primeiro clube do município a fazer parte do projeto da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Funel) que tem estes propósitos: dar chances ao garotos da cidade, que têm o sonho de ser profissional sem precisar sair de Uberaba, e ainda garantir uma solução barata para o clube, que vai minimizar o número de contratações de atletas de fora que jogam em alto rendimento. A previsão de ter este atleta no clube profissional é de, no máximo, três anos.

O secretário Luiz Alberto Medina explicou que este era um desejo antigo e que vê o momento como ideal para começar o projeto: o Uberaba não conseguiu subir para a elite do Campeonato Mineiro e o Nacional não conseguiu disputar a Segunda Divisão do Estado por falta de recursos.
– Desde quando entrei na prefeitura, eu tenho falado que a gente deveria ajudar os clubes profissionais, mas como poder público, deveria exigir uma contrapartida: alimentar o sonho do menino que mora em Uberaba de jogar em um time profissional, de seguir carreira, ter pelo menos oportunidade. Agora com o último insucesso do Uberaba e a não participação do Nacional de Uberaba na Segunda Divisão do Mineiro por causa do alto custo, o prefeito abraçou a ideia com a Funel que vai realizar o trabalho nas categorias de base das equipes que aceitarem a opção. Vamos começar pelo Uberaba Sport, principalmente, nas categorias juvenil e júnior que são atletas que estão mais perto do profissional. Nós podemos segurar estes meninos aqui. Para as famílias é muito bom. Para, poder público também, pois está oportunizando, compartilhando este tipo de trabalho com a cidade – explicou.
Luiz Alberto Medina apresentou o projeto para a diretoria do clube (Foto: Enerson Cleiton) Luiz Alberto Medina apresentou o projeto para a diretoria do clube (Foto: Enerson Cleiton)
Luiz Alberto Medina apresentou o projeto para a diretoria do clube (Foto: Enerson Cleiton)
Bom para os garotos, bom para os clubes, que receberão da Funel profissionais que vão trabalhar da área técnica, física, psicológica, médica e nutricional. O secretário enxerga a possibilidade de ter uma solução caseira nas competições e um custo menor.
– Para as equipes é muito interessante, pois os meninos daqui jogam até melhor que os atletas que seriam contratados no futuro, desde que sejam bem preparados, e mais baratos, pois estarão em casa. Achamos que, de dois a três anos, o resultado será ótimo. A começar pelo Uberaba Sport que, de agora até o fim do ano, o projeto é esse. Não temos recurso financeiro para alçar voos maiores. Mas vamos disputar o que der para disputar, trabalhar o garoto da maneira como tiver que disputar e trabalhar o alto nível para que, destes garotos, possam sair os futuros craques de Uberaba – explicou.
A apresentação do projeto foi na terça-feira, no CT Colorado. Foram apresentados profissionais para a equipe juvenil. A ideia, segundo Medina, é abrir para testes de atletas da cidade e também da região, que passarão por um período de avaliação.
– Vamos abrir testes e convites para jogadores que a gente conhece nas equipes de Uberaba e região para que possam vir treinar e fazer um trabalho de avaliação. Este trabalho visa o alto rendimento. Não são todos os jogadores que vão se apresentar que vão jogar. Eles vão ser testados, avaliados de uma maneira geral, mas por um período de testes e jogos. Aqueles que tiverem maior potencial na visão dos nossos profissionais, vão fazer parte do projeto. A partir daí, formado o grupo, que não é definitivo, a gente pode aceitar jogadores de talento durante o trabalho, mas a partir daí a gente começa o trabalho até o fim do ano para que a gente possa acrescentar alguma coisa a cada ano. E possa, daqui dois ou três anos, revelar no mínimo dez jogadores – explicou.
Presidente do Uberaba, Luís Fernando Freitas, garante que o projeto Presidente do Uberaba, Luís Fernando Freitas, garante que o projeto
Presidente do Uberaba, Luís Fernando Freitas, garante que o projeto “veio para ficar” (Foto: Enerson Cleiton)
A Prefeitura, segundo o secretário, vai oferecer os profissionais, a condução, o material esportivo. Além do CT Colorado, no Jardim Canadá, serão usados o CT Saulo Castro, o campo do Nacional, caso o clube também participe do projeto, além dos campos comunitários. Segundo o presidente do Uberaba, Luís Fernando Freitas, a intenção é dar continuidade ao trabalho.
– Cabe ao USC entrar com a estrutura, com o nome de modo que, tanto o clube, os jovens e os profissionais da cidade, venham a ganhar. A parceria veio para ficar. Formar jogadores e profissionais que possam vir a fazer parte da comissão técnica do profissional. Ano que vem pretendemos contratar menos profissionais de fora e economizar e trazer um pouco de alegria e economia – disse.
Competições
A princípio, a garotada vai disputar competições regionais e depois dar o passo maior: disputar o Campeonato Mineiro da categoria, Taça BH e a Copa São Paulo de Futebol Júnior. No entanto, o foco principal é na formação de atletas de alto rendimento.
– O objetivo é disputar Taça BH, Copa São Paulo, temos vários campeonatos regionais de alto nível, porém, temos que viabilizar o custo disso tudo. O Mineiro, por exemplo, tem o mesmo custo operacional do profissional, mas sem o custo do jogador profissional que vai receber o salário. O Mineiro precisamos nos preparar melhor para disputar. Mas estes outros torneios de alto nível temos interesse sim e, assim que começar a realizar o trabalho, a gente vai disparar para fazer jogos amistosos, mandar para organizadores de campeonatos de alto nível e começa a testar estes jogadores – concluiu.