Ministro dos Esporte autoriza continuidade da obra do Estádio Municipal de Ituiutaba

Com a determinação de resolver o empasse criado com a paralisação das obras do Estádio Municipal, Júlia do Prado, o Prefeito de Ituiutaba, Fued Dib obteve na semana passada, durante audiência em Brasília, o comprometimento do Ministro dos Esportes, Leonardo Picciani na liberação dos recursos a serem empenhados para pagamentos as empresas que executam a obra.

A audiência na capital federal, foi solicitada pelo Deputado Federal Weliton Prado, e além do Prefeito Fued Dib, também marcaram presença o Secretário de Governo, José João Dib Neto, Presidente da Câmara Municipal, Vereador Odeemes Brás, e Secretário de Obras, Vicente de Paula Fontoura Filho.

Diante de todas as informações e esclarecimentos levados para a reunião, o Ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB), afirmou as autoridades de Ituiutaba, presentes na reunião, total comprometimento a liberação dos recursos empenhados para conclusão da obra.

De acordo com o Secretário de Obras, Vicente de Paula Fontoura Filho, ainda na sexta-feira, 02, quando retornaram de Brasília, o Prefeito Fued Dib solicitou reunião com as três empresas tijucanas, detentoras dos contratos para conclusão da obra do estádio. “O Prefeito Fued solicitou a elaboração de relatório detalhado, com informações atualizadas, tanto por parte das empresas responsáveis, quanto por parte de nossa secretaria. Assim que concluirmos esse levantamento, estaremos nos reunindo novamente, e discutindo com o Prefeito os detalhes sobre o reinício da obra do Estádio”, disse Fontoura.

Nos primeiros meses deste ano, a Secretaria de Obras tem procurado manter a limpeza e conservação na obra do estádio. “Outra medida que tomamos para não deixar que ocorram outros prejuízos em relação ao estádio municipal, é com a manutenção ao gramado, considerado de alto nível e comparado ao Estádio do Mineirão. Também conseguimos a renovação dos contratos, para não perder tempo, no momento da retomada da continuidade dos trabalhos de conclusão”, informa o engenheiro Fontoura.

Fonte: ASCOM